quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Isso é ser chato?!


Devo ser muito chato por não gostar nem de ouvir falar desse pessoalque assume titulo de "profeta" e "apostolo".
Devo ser muito chato por não aceitar essa coisa de tomar posse, declarar, decretar, rejeitar, determinar, restituir.
Devo ser muito chato por não admitir o G12 nem pintado de célula ou coisa que o valha.
Devo ser muito chato por ser contra a teologia da prosperidade e o triunfalismo.
Devo ser muito chato por abominar a lei da semeadura financeira.
Devo ser muito chato por ofertar na igreja sem esperar dinheiro em troca.
Devo ser muito chato por detestar o movimento judaizante de São Cristovão.
Devo ser muito chato por não me importar que me chamem de "frio".
Devo ser muito chato por ficar com cara feia quando esculto heresias.
Devo ser muito chato por não ficar emocionado com mais pregações sobre vitória, vitória e vitória "nesta noite".
Devo ser muito chato por me sentir desmotivado de vez em quando.
Devo ser muito chato por não apreciar esse negocio de igreja compropósito.
Devo ser muito chato por não ser fã de pregadores e nem cantores.
Devo ser muito chato por entender que certos "missionário" prega um anti-evangelho com sua cofissão positiva.
Devo ser muito chato por entender que certos "bispos"não são nem cristãos.
Devo ser muito chato por acreditar que a igreja não deve lançar políticos com interesse no favorecimento próprio.
Devo ser muito chato por considerar que pastor é dom, e não título de carreira.
Devo ser muito chato por não engolir aquelas"profetadas"genericas do tipo "Deus tem uma grande obra em sua vida" ou "tem gente aqui com dor na coluna".
Devo ser muito chato por ficar entediado com aqueles cultos enormes que servem para que todo mundo tenha a oportunidade de cantar na frente.
Devo ser muito chato por gostar de interpretar a Bíblia com fé e racionalidade ao mesmo tempo, tudo junto.
Devo ser muito chato por não aceitar que me façam de burro ou depalhaço.
Devo ser muito chato por ficar com a Bíblia e não com os homens.
Devo ser muito chato por compreender aqueles irmãos que estão sem igreja.
Devo ser muito chato por escrever estas coisas para que todo mundo veja.
Devo ser muito chato por anunciar o evangelho e denunciar o pecado.
Devo ser muito chato por desprezar livros de auto-ajuda disfarçado de evangélicos.
Devo ser muito chato por valorizar o estudos e a leitura, ainda que seja cansativo também para mim.
Devo ser muito chato por saber que sou chato e continuo chateado.
Devo ser muito chato por ter convicção de que este texto chato edificou alguém.


Alex Esteves R. de Souza

4 comentários:

Cynarinha disse...

Esse cara é realmente chato! E que bom que ele tem consciência disso. Pois fez um relato, a meu parecer, totalmente arrogante julgando-se "o entendido" e "sabe tudo". Quem é ele afinal? Será que ele está fazendo a diferença nesse mundo?! Ou sua única realização é reclamar?! Qual foi o intuito dele ao escrever essas confissões?! Reclamar e fazernos concordar com sua lamentável murmuração?! Bem que poderiamos ser edificados, se as palavras dele gerassem paz, amor e alegria (afinal esse é o fruto do Espirito).

Alex Esteves da Rocha Sousa disse...

A colega Cynarinha não compreendeu nada do texto que escrevi. Suas palavras, me chamando de arrogante e murmurador, e sua sugestão de que sou estéril da obra de Deus, tudo isso me faz concluir que de fato passou longe do espírito do texto. Ela demonstra que concorda com o anti-evangelho que se alastra pelo nosso País, e que não se preocupa com a base objetiva da Palavra de Deus. Desde que se use o nome de Jesus, ela aceita o discurso, mesmo que sem fundamento bíblico. Isso é o Evangelho de Cristo? Cynarinha, procure ler mais a Bíblia, especialmente as Cartas de Paulo, e verás que talvez Paulo seja muito chato aos teus olhos.

Cynarinha disse...

Cara colega Alex. Em nenhum momento eu disse que não concordava com o que você havia escrito. O que eu não concordei foi com a forma que você se expressou em seu texto.
E sim, eu leio a Bíblia. E não, eu não aceito qualquer discurso, mesmo que sem fundamento bíblico. Um exemplo disso é o fato de não aceitar o seu.
E aos meus olhos, em suas cartas, Paulo não era chato, pois instruía os irmãos com sabedoria e amor. Colega, se te feri em algum momento, te peço perdão.
Graça e paz seja contigo.

Alex Esteves da Rocha Sousa disse...

Tudo bem, não fiquei chateado, irmã Cynarinha. Mas mantenho o texto em todo o seu conteúdo e forma. Fique tranquila.